Juventude

Como nossa missão é divulgar e promover o bem social, apresentamos a Organização não Governamental Ação forte , que atua com projetos de formação e desenvolvimento de jovens de Campinas, no estado de São Paulo. Nascida de um grupo de colegas que quis fazer algo diante das necessidades de comunidades na região norte da cidade, a entidade sem fins lucrativos oferece atividades socioeducativas e de estímulo da ética e da cidadania para adolescentes de 14 a 18 anos, atuando preferencialmente em comunidades onde há vulnerabilidade e risco social. Élide Augusto, coordenadora da Ação Forte, concedeu a seguinte entrevista ao Horyou blog:

A ONG Ação Forte trabalha com adolescentes de 14 a 18 anos
A ONG Ação Forte trabalha com adolescentes de 14 a 18 anos

1. Conte um pouco da história da ONG Ação Forte.

A Ação Forte nasceu há 15 anos a partir da iniciativa de colegas de trabalho da região de Campinas que, sabendo das condições de muita vulnerabilidade e risco social da comunidade do entorno da empresa onde trabalhavam, resolveram contribuir para o desenvolvimento de jovens desta comunidade e partiram para a ação.

2. Por que a ONG decidiu focar no trabalho com o público jovem?

Em uma situação de risco social e vulnerabilidade, os jovens são a parcela da sociedade que mais sofre, sendo vítimas da violência e da falta de oportunidades. Por outro lado, o poder de articulação e a motivação para transformar o mundo fazem a diferença. A energia deles é fantástica e resolvemos aproveitar isto de uma forma positiva.

3. O Brasil passa por um momento político e econômico difícil. Como trabalhar com positividade e inspirar otimismo nessa fase desafiadora?

Olhando para o futuro e entendendo que mesmo em um período de crise existem possibilidades e oportunidades. Há situações que não podemos controlar, só podemos controlar nossa reação frente a situações desafiadoras, então, temos que estar atentos a estas oportunidades e seguir para a ação. Isto não se significa ser ingênuo e ignorar a crise, mas enfrentar a realidade e aproveitar para desenvolver habilidades como resiliência, ousadia, capacidade de improvisar e de ser criativo. E com uma postura assim, inspirar pelo exemplo, motivando outras pessoas.

4. Quais dos projetos desenvolvidos nos últimos anos vocês mais se orgulham?

O Programa Jovens Empresários (para adolescentes de 16 a 18 anos) e o Protagonismo Juvenil (para adolescentes de 14 e 15 anos), são os dois projetos que mais refletem nossa missão. Eles contribuem efetivamente para o desenvolvimento destes jovens, ajudando na construção de cidadãos responsáveis e com espírito empreendedor. A prova disso são os inúmeros jovens que passaram por estes projetos que hoje retornam como voluntários para ajudar a fazer a diferença na vida de outros jovens.

Os jovens têm aulas sobre temas como informática e inglês, além de formação ética e de cidadania
Os jovens têm aulas sobre temas como informática e inglês, além de formação ética e de cidadania

5. Quais são os planos para o ano de 2016?

Manter os dois projetos que são nosso carro-chefe, mas também ampliar o atendimento através de oficinas de arte e cultura, dando assim oportunidade a outros jovens a participarem das atividades da entidade.

6. Horyou é uma rede social que tem como filosofia Sonhar, Inspirar e Agir. O que essas palavras significam para a ONG Ação Forte?

A filosofia da Horyou está diretamente alinhada à nossa filosofia e nossa história, pois foi através de um sonho e da ação de algumas pessoas que a Ação Forte nasceu há 15 anos e se mantém, mas este projeto não teria acontecido se não tivéssemos a capacidade de inspirar outras pessoas e motivá-las a fazer parte desta ação.

7. Deixe um recado para a comunidade Horyou.

É justamente da pluralidade de pessoas que acreditam que fazer a diferença é importante e se mobilizam para isto, que conseguimos a cada ano mudar a realidade de inúmeros jovens, ajudando assim na construção de um mundo melhor. Por isso que acreditamos que “Participar vale a pena!” e convidamos a todos a conhecerem nosso trabalho e juntarem-se a nós neste desafio.

More Stories

A two-day event will discuss challenges faced by children in urban areas; they will include a Hackathon and roundtables on innovation. The United Nations Children’s...